[Resenha] O Natal de Poirot - Agatha Christie

imagem: Estante Virtual
Livro: O Natal de Poirot
Autora: Agatha Christie
Tradução: Vânia de Almeida Salek
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 223

Sinopse: Mais uma Agatha Christie na Coleção. Dessa vez, Simeon, o patriarca dos Lee, resolve convidar todos os filhos para comemorar o Natal na luxuosa mansão da família. É hora de eles deixarem os ressentimentos de lado e visitarem o velho pai. Mas aparentemente as intenções de Simeon não são nobres. Ele quer se divertir às custas do ganancioso grupo de familiares. Tudo começa com algumas alterações em seu testamento... E termina com um assassinato, em um quarto trancado por dentro. Quando Hercule Poirot oferece ajuda para solucionar o caso, encontra uma atmosfera que não é de luto, mas de suspeitas mútuas.

"À sua moda, Tressilian era um conhecedor de roupas femininas. Sempre observava e criticava os vestidos das senhoras ao caminhar ao redor da mesa com uma garrafa nas mãos."

Opinião: Como minha primeira leitura de Agatha Christie, estava com altas expectativas acerca de O Natal de Poirot, mas posso adiantar que o livro não entregou nem metade do que eu esperava.

Hercule Poirot é um detetive inteligente e muito paciente, sempre resolvendo os crimes em que trabalha de maneira criativa e inesperada. Dessa vez ele precisa solucionar o caso de um assassinato que o ocorre na família inglesa Lee.

"Poirot  curvou-se e examinou a bala de canhão que restava. Quando se levantou, tinha a fisionomia muito grave."

A família Lee tem uma história cheia de conflitos e interesses particulares em relação à herança do velho Simeon Lee, personagem rancoroso e que tratava mal seus filhos. O único membro da família que ele tratava bem era sua neta espanhola Pilar, uma das personagens mais interessantes da história, juntamente com Stephen, filho de um amigo de Simeon.

Dos filhos, temos George, uma parlamentar ganancioso, Alfred, o mais apegado ao pai, David, que era mais apegado a mãe, já falecida, e culpa o velho Lee pela morte da mulher e por fim Harry, o único filho que pai nutre um certo orgulho. Temos também Lydia, esposa de Alfred, Hilda, esposa de David e Magdalene, esposa de George.

"Lentamente, Pilar abriu a mão. Nela estavam um pedacinho de borracha e um pequenino objeto de madeira."

De todos os personagens, os únicos que realmente me interessaram por suas diferentes personalidades foram Pilar, Stephen e Harry. Quem ajuda Poirot na investigação é o superintendente Sugden e o coronel Johnson, personagens pouco expressivos na narrativa.  Temos ainda os criados, Tressilian e Horbury, ambos também inexpressivos.

A premissa da história de fato parece ser interessante e despertou minha curiosidade, mas a escrita de Agatha Christie me envolveu em poucos momentos, eu diria que foram em dois: o assassinato e quando Poirot revela quem foi o assassino. Fora isso, a história me pareceu monótona, a leitura não chega a ser chata, mas eu tinha a sensação de estar lendo um livro que fosse obrigatório a leitura.

"Através do vidro da parte de cima da porta, embaçado de gelo, ele viu uma silhueta - um homem grande com um chapéu mole de aba larga."

Claro que fiquei decepcionada pois sempre lia resenhas bem positivas de livros da escritora, e quando assisti ao filme Assassinato no Expresso Oriente, uma adaptação de seu livro de mesmo nome, gostei muito, então minhas expectativas para a leitura estavam realmente altas.

Não tenho certeza se ainda lerei algum outro livro da autora, pois acredito que suas narrativas sigam sempre essa linha, que vejo como uma história sem muito conteúdo que tenta segurar o leitor até o final somente para descobrir quem foi o assassino de algum personagem desagradável. Por enquanto vou dando chance e conhecendo outros escritores e escritoras.

"A porta se abriu e Magdalene entrou depressa. Tinha a respiração acelerada e uma mancha rosada em cada uma das faces." 

Comentários

  1. Uma pena o livro não ter atendido suas expectativas e te entendo pois mesmo ainda não tendo lido nenhuma obra da autora em geral sempre leio muitos elogios na resenhas de seus livros e o filme "Assassino no expresso oriente" eu adorei.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, ainda não conhecia o livro, mas fiquei curiosa com enredo. Vou procurar pra ler!
    Beijos boa semana
    http://bellapagina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha uma melhor experiência que eu Letícia!

      Excluir
  3. Não senti vontade de ler nem com a premissa e muito menos com você dizendo que não entrega nem metade do que você esperava :( Mas, sobre esse último ponto, as vezes criamos muita expectativa para algo que chega a ser difícil conseguir atingi-las

    Nanda, Gravado na Memória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Nanda, pode ser isso que tenha acontecido mesmo

      Excluir
  4. Respostas
    1. Então, vou ter que discordar um pouco Felipe hahahah

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?

    Eu li várias resenhas de O Natal de Poirot sinto com dor no coração que em grande parte foram parecidas com a sua.
    Contudo, vim panfletar um pouquinho a Agatha, rs. Eu não li esta obra, mas já li outras (como o Assassinato no Expresso do Oriente) e sério, não são decepcionantes. A escrita dela é em momento mais arrastada e dura, mas acredito que é meio como ela descreve e constrói a história.
    Achei sua resenha incrível, gostei de como apresentou a história e sua opinião intrínseca.

    Parabéns <3

    com amor, Eva
    amavelgirassol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eva! Com sua "panfletagem" até me animei um pouco para dar uma segunda chance para a autora hahaha

      Excluir
  6. Olá!

    Sinceramente essa é a primeira resenha "negativa" que eu leio sobre a autora, todos sempre dizem que é maravilhosa a escrita, muito inteligente a trama etc...
    Eu não leio nada do gênero, quero começar, mas não é uma leitura que seja prioridade, de qualquer forma tinha pensado em começar por algo de autoria da Agatha, mas estou revendo isso após sua resenha. Agradeço pela dica e sinceridade.

    Beijos
    www.garotasdevorandolivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procuro sempre ser bem sincera nas resenhas aqui, mas quem sabe você curta a leitura né? Enfim, caso leia algo da autora me conte como foi sua experiência ;)

      Excluir
  7. Puxa que pena pela experiência, amo demais a autora e sou fã demais de poroit

    Beijos
    Beijos Açucarados!

    ResponderExcluir
  8. Puxa que pena sua experiência não ser boa, sou uma grande fã da autora e principalmente Poroit

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Juliana, realmente não consegui aproveitar o livro :(

      Excluir
  9. Eu amo os livros da Agatha e creio que em uma história ou outra ela tenha deixado a desejar... Eu amei 'Assassinato no Expresso Oriente', foi uma das melhores histórias que li, e foi meu segundo contato. O primeiro foi com 'Morte na praia', que não foi lá essas coisas... Como ela tem muitos títulos publicados, acho que vale a pena você dar uma chance a ela novamente... =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou pensando em ler Assassinato no Expresso Oriente que é uma obra bem elogiada!

      Excluir
  10. Oi Cássia,
    Eu acho que tenho medo que isso aconteça comigo.
    Não li nada da Agatha e tenho medo de ir com muita sede ao pote e me decepcionar. Ainda mais, por não ser um gênero que me agrade.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente foi exatamente o que aconteceu comigo Alessandra, e olha que curto muito o gênero

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas